musa - museu de arte da ufpr

 

Emerson Persona no Museu de Arte da UFPR

 

No dia 22 de outubro, às 10 horas da manhã, o Museu de Arte da UFPR – Musa abre a exposição “O poder de dar nome às coisas” do artista visual Emerson Persona. Composta por pinturas em grandes formatos e desenhos, a mostra apresenta trabalhos que tem como objeto de pesquisa a representação do corpo e suas relações com o mundo.

A partir de experiências com seu entorno, relacionando a realidade e a imaginação, Persona nos oferece imagens de corpos fragmentados, animais, seres híbridos e plantas. Fazendo uso do desenho e da pintura, o artista busca formas e contextos a partir de tramas de camadas que se sobrepõem, formando um espaço de imersão que interfere nas relações entre figura e fundo.

Emerson Persona busca transformar e recombinar as relações da representação do corpo no espaço resultando em imagens flutuantes. Segundo o artista, “tenho interesse na representação do corpo na pintura e no desenho e, além disso, faço uso de figuras de animais e plantas, buscando um espaço híbrido, onde as ideias se misturam e se sobrepõem a partir do próprio processo de desenvolvimento de um trabalho. Nesta mostra proponho um jogo simbólico ao observador”.

Nos desenhos, as relações se estabelecem entre o claro e o escuro, em figuras com corpos moles e fragmentados, com imagens de animais e rostos construídos com o preto buscando a gestualidade do traço. A cor cinza opaca é usada como interferência sobre aquilo que já foi realizado, recortando a imagem.  Nas pinturas em grandes formatos, as cores são saturadas com relações vibrantes, que modelam e sobrepõem corpos, criando jogos entre fundos, luzes e sombras coloridas, assim apresentando elementos que estabelecem uma teia de associações ao longo do trabalho.

Na obra de Emerson Persona é possível perceber narrativas ocultas que não se revelam inteiramente, mas que ganham força a partir da experiência de vida de cada espectador.

A exposição “O poder de dar nome às coisas” segue até 23/12/2016.

Emerson Persona é formado no Curso Superior de Pintura da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, onde também fez pós-graduação em História da Arte Moderna e Contemporânea, onde é professor colaborador da mesma instituição. Atualmente é mestrando no PPGTE - UTFPR. Participou de exposições como: “Under Construction”, na Casa Andrade Muricy, 2013; “Então…” no Paço da Liberdade, 2013; “Under Construction”, no Museu Alfredo Andersen, 2012; “1º Salão de Arte Contemporânea SESI Cultural”, 2011; “Divíduo”, Espaço Cultural BRDE, 2010 entre outras.

 

O poder de dar nomes às coisas
Abertura: 22/10/2016, às 10h
Exposição: 22/10/2016 até 23/12/2016.

Museu de Arte da UFPR (MUSA)

de 2ª a 6ª feira, das 09h às 18h e sábados, das 9h às 13h
Domingo e feriado: Fechado.
Entrada Franca
Rua XV de Novembro, 695 | 1º andar | Centro | Curitiba-PR

 

Informações:

41-3310-2603 - musa@ufpr.br

 

 

O Museu de Arte da UFPR convida para 1º edição de "Conversas no Museu" amanhã às 18h30 nas salas de exposições do museu.

Tema da mesa-redonda de amanhã: "Um resgate da memória sobre a criação do MusA e seu acervo"


Palestrantes:

Dulce Osinski coordenadora de cultura na época da inauguração do museu em 2002, relata sua experiência e o movimento que gerou a criação do MusA;


Ário Taborda um colecionador importante e amante das artes, era pró-reitor de administração no final dos anos 80, nos conta sua participação e seu conhecimento sobre o acervo UFPR que depois tornou-se o acervo MusA.

 

O evento faz parte da 10º Primavera dos Museus que o IBRAM promove anualmente, entregaremos certificados de participação.

 

No dia 1º de agosto às 19h, o Museu de Arte da UFPR (MusA) abre a exposição “Translitorânea” da fotógrafa Andrea Eichenberger. Neste primeiro dia está prevista uma visita guiada às 19h30. A mostra continua até 1º de outubro.

A premiada exposição já viajou o mundo, tendo sido exposta além do Brasil, na China, Índia e Estados Unidos. As imagens foram tiradas ao longo da BR 101, que corta o país seguindo seu litoral. A curadoria é de Michel Poivert.

 

Translitorânea

O projeto Translitorânea, de Andrea Eichenberger, que conquistou o Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais 2013, inicialmente exposto em 2014 no Museu da Escola Catarinense, no centro de Florianópolis (SC), continua sua itinerância. Depois de ter passado pela Gallery Fab – University of Missouri – USA, pelo Focus Festival – Mumbai – Índia, pelo 1st Sino-Latin American Symposium, University of Nottingam, Ningbo, China, e pelo Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, em Porto Alegre (RS), a exposição da artista de Santa Catarina, que reúne imagens fotográficas captadas ao longo da BR-101, uma das maiores rodovias do Brasil, chega ao MusA – Museu de Arte da UFPR, em Curitiba. Com uma extensão de 4.542 quilômetros, a estrada segue o litoral em seu sentido longitudinal, com ponto inicial em Touros (RN) e término em São José do Norte (RS). Na mostra “Translitorânea”, o público poderá observar a margem da rodovia de maneira particular, para além de um lugar de passagem.

Das centenas de fotos coletadas na viagem, 29 são apresentadas na exposição que tem curadoria de Michel Poivert, crítico e historiador da arte, professor na Universidade de Paris 1 Panthéon Sorbonne. Com o foco na vida, as imagens apontam para singularidades visuais e para a diversidade sociocultural, interligam diferenças, semelhanças e contrastes. O trabalho estabelece um ponto de encontro entre a arte e a antropologia e inscreve-se nas discussões atuais sobre fotografia documental.

O edital Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais, voltado para pessoas do sexo feminino, tem abrangência nacional. Dez projetos foram contemplados com o objetivo de valorizar a prática de linguagens artísticas, a reflexão crítica e a profissionalização dos processos de gestão cultural. Realizado pela Fundação Nacional de Artes – Funarte, em parceria com o Ministério da Cultura e a Secretaria de Políticas para as Mulheres, o edital contribui para o fomento, a difusão da expressão artística e o reconhecimento das mulheres nas artes visuais. O prêmio permitiu concluir o projeto fotográfico de Andrea Eichenberger, iniciado em 2012. A etapa final ocorreu entre dezembro de 2013 e janeiro de 2014.

Com olhar apurado, ela se concentrou em pontos com fluxo contínuo, em paisagens efêmeras para um viajante, mas com continuidade e um cotidiano. “A experiência do encontro situa-se no centro de minhas práticas e pesquisas artísticas. É a partir das trocas com o outro que procuro levantar questões sobre a existência humana e suas relações com o mundo, ora com um olhar poético, ora com um olhar crítico e político”, conta Andrea que estudou artes visuais com doutorado em antropologia visual realizado entre o Brasil e a França.

A viagem e a fotografia são considerados meios de aproximação aos lugares e às suas gentes, a estrada torna-se o palco de uma road trip marcada por histórias de vida que destacam a diversidade geográfica, econômica, social e cultural brasileira.

 

Museu de Arte da UFPR - MusA
01 de agosto a 01 de outubro de 2016

de 2ª a 6ª feira, das 09h às 18h e sábados, das 9h às 13h
Entrada Franca
Rua XV de Novembro, 695 | 1º andar | Centro | Curitiba-PR

 

Informações:

41-3310-2603 - musa@ufpr.br

TÉSSERA COMPANHIA DE DANÇA DA UFPR - 35 ANOS
INTERMEDI(AÇÕES)


Esta exposição pretende mapear a trajetória da Téssera Companhia de Dança da Universidade Federal do Paraná que em 2016 completa 35 anos de atividades ininterruptas ligadas à produção de conhecimento e arte por meio da dança moderna. Nesse período foi-se delineando uma produção coreográfica diversificada, mas que deixou registrada em cada obra apresentada a tentativa de uma referência artística constante, uma interpretação própria de pensar e fazer dança moderna no interior de uma instituição de Ensino Superior pública.
A exposição da Téssera Companhia de Dança da UFPR em diálogo com as Intermedialidades na(da) Cena justifica-se a partir do entendimento do papel exercido pela referida companhia como patrimônio institucional e cultural e também pelo desenvolvimento e difusão da expressão artística ‘dança moderna’, não só em Curitiba, mas também no estado e no país.
A intermedialidade, conceito que permeia a proposta da exposição, surge como uma área em que convergem o universo artístico e comunicacional contemporâneo. As práticas comunicacionais na(da) cena envolvidas na criação da obra/espetáculo de dança são desenvolvidas simultaneamente e em íntima relação estética e semiótica, utilizando-se para isso de diferentes media.  Nesse sentido, a prática artística intermidiática constitui-se como um experimento cênico e performático; uma exposição viva e dinâmica onde o corpo em movimento dançante tem presença e fluxo constante em meio às instalações estáticas.
A Téssera Companhia de Dança da UFPR expõe, de forma recortada, o processo da criação e da produção das obras coreográficas. Para isso utiliza-se de diversos dispositivos que deverão evidenciar o corpo, a dança e a indumentária/traje na(da) cena, tais como: a fotografia/registro memorial/artístico; o adereço cênico envolvido com o corpo; a peça de figurino; o som/ruído/trilha sonora; o encarte verbal/material gráfico; o audiovisual e o corpo em performance.
O conjunto relacional na(da) cena é entendido como uma prática expositiva intermedial.
Mapear, recortar e extrair a essência de um repertório artístico de trinta e cinco anos significa expor, em nove microambientes (ceno)coreográficos e recriados nas salas do MusA uma coletânea de impressões icônicas e cinéticas que deverão acompanhar os olhares e as ações performáticas desta exposição.

 

Curadores da exposição: Rafael PACHECO, Cristiane WOSNIAK, Rosemeire ODAHARA GRAÇA e Valéria TESSARI

 

Museu de Arte da UFPR - MusA
02 de maio a 30 de junho de 2016

de 2ª a 6ª feira, das 09h às 18h e sábados, das 9h às 13h
Entrada Franca
Rua XV de Novembro, 695 | 1º andar | Centro | Curitiba-PR

 

Informações:

41-3310-2603 - musa@ufpr.br

“COISA COM COISA É OUTRA COISA” - Antonio Arney 90 anos

 

Antonio Arney trabalha o tempo dos materiais que encontra, ora trazendo à tona a história da deterioração, ora produzindo um novo tempo sobre eles. Ao resgatar a madeira em decomposição ele suspende o envelhecimento neste material, concomitantemente cria a ilusão de durabilidade nos papéis que transforma visualmente em couro. A destreza do artista em unir elementos tão diversos, trabalhando tempo, peso, cor e espaço cria objetos harmônicos e provocativos. Como diz o próprio Arney: " Coisa com coisa é outra coisa".

Esta exposição foi concebida e organizada pelos alunos da disciplina História da Arte no Brasil II, do curso de Artes Visuais da UFPR (2015), sob orientação do professor Fernando Bini.

 

Museu de Arte da UFPR - MusA
18 de fevereiro a 09 de abril de 2016

de 2ª a 6ª feira, das 09h às 18h e sábados, das 9h às 13h
Entrada Franca
Rua XV de Novembro, 695 | 1º andar | Centro | Curitiba-PR

 

Informações:

41-3310-2603 - musa@ufpr.br

Impressões do Acervo: A coleção de Gravuras do MusA

 

O MusA inicia um ciclo de exposições de seu acervo com o intuito de dar visibilidade às obras de arte adquiridas pela Universidade Federal do Paraná em Salões de Arte Paranaenses ao longo de sua história.
Uma exposição sobre as Gravuras da coleção partiu da necessidade do museu em discutir as ligações das obras do acervo com as demais produções em gravura a partir de 1960.
A mostra é pautada na acessibilidade conceitual, na tentativa de trazer uma linguagem simples que mostre a gravura, o acervo e o movimento da gravura no Paraná, capaz de dar ao visitante a oportunidade de descobrir e criar suas próprias impressões sobre o tema.
Em número são apenas 16 gravuras, mas que possuem relevância histórica em premiações do Salão Paranaense de Belas Artes; fazem parte da coleção nomes como Anna Bella Geiger, Júlio Alvar, Denise Roman, Raul Cruz, Cildo Meireles, Claudia Dal Canton, Chico Cunha e Anico Herskovits.

 

Museu de Arte da UFPR - MusA
05 a 23 de janeiro de 2016

de 2ª a 6ª feira, das 09h às 18h e sábados, das 9h às 13h
Entrada Franca
Rua XV de Novembro, 695 | 1º andar | Centro | Curitiba-PR

 

Informações:

41-3310-2603 - musa@ufpr.br

informes

 

Em breve...

 

Visite o MusA na rede social

Pró-Reitora:
Profª. Drª. Deise Cristina de Lima Picanço

Trav. Alfredo Bufren, 140 - 3º Andar
curitiba - paraná - cep:80020-240
Fone: (41) 3310-2601
Fax: (41) 3310-2607
proec@ufpr.br


Problemas e/ou sugestões para com este Site encaminhe e-mail para unigraf@ufpr.br

PROEC 1990 - 2016 © todos os direitos reservados | desenvolvido por unigraf/proec - wmv